Semana da Criança: Assassinato na Biblioteca - Helena Gomes

Essa semana como é a Semana da Criança vou fazer resenhas mais voltadas para o público infanto-juvenil e nada melhor do que abrir essa semana com a resenha do livro Assassinato na Biblioteca, da autora parceira, que sou suspeita de falar, Helena Gomes.

Edição: 1
Editora: Rocco
ISBN: 978-85-61384-03-6978-85-61384-03-6
Ano: 2008
Páginas: 256

Eu adoro a Helena Gomes e o jeito como ela escreve. Ela faz você imergir no texto, como se fosse um dos personagens. Aqui eu voltei para a escola e passei todos os conflitos adolescentes pelos quais Igor está passando.

Ela acaba de se mudar para uma nova cidade, uma nova escola e não aceita o novo relacionamento da mãe. Entende a separação de uma maneira toda errada e somente depois de muito “aprontar” é que vai descobrindo os pormenores.

O livro tem um pesinho no passada, mas especificamente na ditadura militar brasileira. Nessa época e no mesmo colégio onde hoje estuda Igor, ocorreu um assassinato na biblioteca. (Isso não é spoiller, afinal é o início do livro.

Igor para fugir de aulas e dos “amigos” com os quais não se enturma, sempre para na biblioteca.

A autora insere no contexto do livro autores como André Vianco e Martha Argel.

É muito amor né gente *-*.

Em uma dessas idas descobre a bibliotecária morta e acaba por ver um fantasma. A priori, ela não acredita no que vê, acha que foi um truque.


É a partir desse acontecimento que toda a história se desenrola. Tem mistério e vou falar que em determinados momentos achei que era uma coisa e depois...paft... não era nada do que esperava. Além disso, a autora insere umas pistas que vão nos sugerindo algo.

Aqui temos o relacionamento de Igor em casa (um relacionamento onde falta diálogo, mas muitas vezes não por falta dos pais, mas ele que não aceita toda a situação em que está inserido), fala sobre ter um novo irmão, conta-nos sobre seu relacionamento com o professor Luiz, do qual ele gosta muito e de seus colegas de escola.

Enfim, nos inserimos totalmente na história. E, como diz, na contracapa, o pano de fundo da ditadura não deixa o texto pesado, mas sim o enriquece. Trata esse tema de forma branda, mas clara.

Eu vou deixar a citação que abre a Parte I do livro, que achei linda e tem tudo a ver com o mesmo:



“Porque o tempo é uma invenção da morte:
Não o conhece a vida – a verdadeira –
Em que basta um momento de poesia
Para nos dar a eternidade inteira”
Mario Quintana
Recomendadíssimo!

Sinopse:
Prepare-se para se surpreender. Assassinato na biblioteca é uma bem costurada trama de ação e suspense que prende a atenção do leitor do início ao fim. Mas não é só isso. Com um enredo que vai e volta no tempo, o livro conta uma história de mistério que beira o sobrenatural, no ritmo das narrativas policiais, mas oferece mais do que puro entretenimento. Para decifrar o assassinato da bibliotecária do tradicional colégio onde estuda, em Santos, no litoral paulista, o jovem Igor se envolve num intricado quebra-cabeças e acaba descobrindo muito sobre um período negro da História do Brasil: a ditadura militar.
Fica a dica.
Bjos!!!

8 comentários :

  1. Não conhecia o livro ainda, mas fiquei bem interessada. Eu amo livros infanto-juvenil, tem uns que são até melhores que livros adultos.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro a escrita da Helena, então sou suspeita para falar...
      Bjos!!!

      Excluir
  2. Olá Andreia , não conhecia esse livro...Mas realmente fiquei super interessada, pois amo livros de suspense, ação,coisas sobrenaturais...Espero ler em breve...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Michelle,
      leia mesmo é um livro incrível.
      Bjos!!!

      Excluir
  3. Primeira vez que ouço falar do livro...
    Adorei saber que durante a semana você postará mais resenhas de livros infanto/juvenis, que eu adoro! Eu fiquei com vontade de ler pelo fato de ter envolvida a ditadura militar que também adoro estudar sobre ela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal Rossana!
      O livro é ótimo. Quando tiver oportunidade leia-o mesmo.
      Bjos!!!

      Excluir
  4. Muito legal ele inserir no contexto os dois autores. Quero conhecer um pouquinho mais da vida do Igor e essa relação com sua família e amigos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super Roberta! É uma maneira de valorizar mais nossos autores nacionais.
      Bjos!!!

      Excluir

Quero saber o que tem a dizer... um olá, um argh...tudo que me faça te conhecer um pouco mais.